SEJAM BEM VINDOS!!!

Aqui compartilho: textos poéticos e reflexões de autores, famosos ou pouco conhecidos, vídeos, músicas, fotos, pensamentos fragmentados (meus e de outros), além de outras preciosidades e presentes recebidos de Anjos queridos.

Sou ética e sempre procuro o autor do texto; caso você encontre algum texto sem autoria ou com a mesma equivocada, avise-me por favor, pois recebi desse modo e não consegui descobrir o autor(a), bem como, autoria enganosa. Um fraterno abraço, Paz & Luz!

9 de agosto de 2017

Faz tempo... (Sil Guidorizzi)


Faz tempo...



Se hoje você me perguntasse o que sinto por você, talvez eu não soubesse mais lhe dizer. Talvez eu travasse talvez eu sentisse as pernas tremerem o coração palpitar. Talvez eu me jogasse em seus braços e te roubasse um beijo demorado. Um beijo que selasse a saudade que por tantas vezes senti sem saber por onde você andava.
Talvez eu te abraçasse e passasse a mão nas tuas costas só pra sentir o calor do teu corpo junto do meu. Talvez eu te chamasse pra mais perto e te dissesse no ouvido aquilo que o corpo pediu e a alma não conseguiu esquecer.
Não sei. Sinceramente não sei. Talvez eu abrisse novamente aquele livro e sentisse o seu perfume saindo de dentro dele, ou anotasse novamente aquele número de telefone que já deve ter sido mudado assim como o nosso destino.
Hoje, eu sinto coisas diferentes, sinto que sobrevivi a esse tempo que me deixou com marcas, me deixou com a expressão de vazio depois de certo tempo. Mas deixou tanta intensidade, tantos desejos tantos sentimentos bons que não tem porque eu sentir raiva, sentir que a gente poderia ter dado certo, mesmo no meio daquele caos e daquele incerto que você jogou sobre meu colo.
Se hoje você me perguntasse o que tenho feito, eu diria que tenho sempre refeito meu caminho. Tenho andado mais sozinha e muitas vezes imaginariamente imagino te ver ali naquela esquina, naquele nosso esconderijo, naquele canto que um dia eu abri pra você e te recebi com carinho, com amizade, com os braços abertos pra te cuidar.
Já faz tempo. Muito tempo.
Mas hoje eu resolvi abrir a caixa de memória e colocar você pra fora, só pra relembrar que a vida traz, a vida leva e que nada justifica matar um amor assim.
Por isso o eternizo. Eternizo por ter sido bom, ter sido meu enquanto durou. Por ter me dado abrigo e felicidade no tempo que Deus permitiu.

Sil Guidorizzi..

http://reginaguidorizzi.blogspot.com.br/

Translate

AMIGOS POÉTICOS